quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Distros, distros, distros!!!

Como eu já havia mencionado em um post anterior, uma distro - distribuição - é um sistema operacional que utiliza o kernel linux. Existem muitas distros, mas muitas mesmo[1]. Então, como fazer para escolher uma? Testar? Claro, mas qual? Todas? Fala sério! Pensando nisso, resolvi escrever este post. Ele é uma breve análise de todas as distros que já usei. Ou seja, é um conjunto de dicas sobre quais distros você deveria prestar atenção - estas distros eu não encontrei ao acaso, eu li sobre elas em artigos ou recebi dicas de amigos. Estas distros, de fato, possuem um certo peso, com grandes comunidades de desenvolvedores e usuários.[2]

Para se instalar um Linux

A operação é padrão para todos os Linux:
  1. Baixe a imagem de CD/DVD;
  2. Queime - termo popular para "gravar" - a imagem em uma mídia - CD ou DVD;
  3. Coloque a mídia no driver de CD/DVD;
  4. Reinicie o computador;
  5. Logo no início na inicialização, aparece uma mensagem pedindo para apertar o DEL - tecla 'delete' - para acessar as configurações da Bios, aperte o DEL [3];
  6. Na Bios, procure pela ordem de boot do sistema - qual dispositivo é checado antes de qual. Normalmente, primeiro é checado o disquete e depois o HD em busca do sistema operacional (SO), o que vocÊ precisa fazer é alterar a ordem e mandar que o computador busque o SO no CD/DVD antes de procurar no HD. Salve e saia, o computador deve reiniciar;
  7. O CD/DVD será carregado e perguntará o que você deseja fazer, a partir deste ponto, os passos de instalação podem variar, mas basicamente você irá acertar o nome do computador, a senha do administrador, criar um usuário, talvez escolher quais pacotes deseja instalar, particionar o seu disco e escolher os locais e pontos de montagem e instalar um gerenciador de boot.
É um procedimento simples, mas para quem nunca o fez, talvez seja necessária a ajuda de um tutorial específico ou a ajuda de um amigo que sabe o que está fazendo. Confesso que nas primeiras vezes eu não sabia o que estava fazendo, mas de tanto tentar fui pegando o jeito. Sempre há na internet um tutorial explicando passo a passo como instalar uma determinada distro.

Ubuntu

Esta é a distribuição mais famosa do mundo, acredito que seja detentora da maior comunidade de usuários Linux no Brasil. Ela é mantida pela empresa Canonical, que inclusive financia o envio de CD's para o mundo inteiro [4].
Acredito que seu sucesso se deu principalmente a facilidadade de instalação e manutenção do sistema, permitindo que o usuário foque sua força em outras coisas. Com uma instalação simples e intuitiva, é rápido de se colocar um PC no ar, por isso, muitas instituições estão a adotando. Isso colabora para um maior volume de usuários. Uma comunidade de usuários maior implica em um movimento maior em fóruns, lista de emails e blogs. Ou seja, se você tem algum problema, provavelmente alguém já o teve antes de você, procurou uma solução e esta está em algum lugar da web. Um grande números de usuários também incentiva os desenvolvedores a desenvolverem mais e atrai mais desenvolvedores.
A partir do Ubuntu, surgiram projetos em paralelo que são o Kubuntu - Ubuntu com KDE - e Xubuntu - Ubuntu com XFCE. Eu poderia continuar falando e falando sobre o Ubuntu mas isso sairia do escopo deste post, que é ser introdutório.

Fedora

Esta também é uma distribuição bem popular. Mantida por uma comunidade de voluntários - a qual eu acabei de me juntar!!! - e pela empresa redhat - uma empresa já bem experiente no universo Linux. O Fedora também possui gerenciador de pacotes e uma instalação bem simples e fácil de se fazer. Apesar da sua comunidade de usuários do Brasil ser bem limitada, há muito material e listas de discuções em inglês. Só para vocês terem uma idéia da força desta distro, Linus Torvalds - criador do Linux - usa, a NASA usa e o maior supercompudador do mundo - roadrunner da IBM - usa [5][6]. Eu recomendo.

Gentoo

Esta é uma distribuição voltada a otimização. É esperado que você compile o seu próprio Kernel e cada programa que você for utilizar, permitindo assim que todo o seu sistema operacioal e seus programas sejam otimizados para sua máquina e suas necessidades.
Ele possui um sistema de repositórios que permite baixar, configurar, compilar e instalar os programas que você deseja com apenas um comando. A grande dificuldade desta distro é configurá-la pela primeira vez. Você vai passar umas boas horas lendo documentações e guias - que existem aos montes, falta de informação não é um problema para a comunidade gentoo - na internet para instalar o gentoo. Para quem quer aprender ou apenas brincar um pouco mais com o sistema operacional essa distribuição é muito boa.

Arch Linux

Esta é uma distribuição desenvolvida para ser simples e leve. Eu a usei muito pouco, mas não tenho reclamações. Ela também exige certa dedicação ao sistema operacional. Eu a deixei de usar por falta de paciência. E por desejar sistemas operacionais mais completos.

Debian

Uma das mais famosas e antigas - relativamente - distros. Seua comunidade de usuários no mundo é enorme e a quantidade de programas sendo desenvolvidos para ele absurda. Ela também é de fácil instalação e manutenção, permitindo que o trabalho seja focado em alguma outra aplicação. Minha experiência com o Debian foi relativmante breve, mas satisfatória. É semelhante ao Ubuntu - como o Debian veio bem antes é meio que ao contrário - então não me interessou muito, pois eu já utilizava o Ubuntu. Mas quem quiser, vale a pena.

Slackware

Esta distro é baseada em estabilidade portanto eles evitam colocar programas ou idéas que sejam novas demais e possam trazer algum risco, mas isso também deixam a distro um pouco desatualizada. De acordo com o site official esta distro foi feita pensando em se manter o máximo parecida com o Unix. A isntalação pode ser um pouco chata porque você deve escolher os pacotes que deseja instalar. É uma ótima distribuição para quem quer aprender mais sobre o Linux, mas pode ser um pouco incoveninete na hora de instalar e manter o sistema atualizado. Como eu não usei muito o slackware, eu não sei bem do que estou falando, só sei que não gostei muito dele.

OpenSUSE

Mantida pela empresa Novell. O OpenSUSE é uma versão gratuita do SUSE Linux Enterprise, uma distribuição Linux para empresas vendida pela Novell. Ela tenta ser fácil de instalar, manter e alega ter uma interface fácil e intuitiva. Sinceramente, eu achei a interface intuitiva desnecessária. Também não consegui instalar novos programas. A interface se tornou tão intuitiva que eu me perco nela - estranho, não? Pois é, não há muito o que falar, a não ser que não gostei e não recomendo.

Conclusões

Eu já usei muitas distros. Umas foram indicadas por amigos, outras eu vi alguém usando ou, simplesmente, eu li na internet e achei interessante. Assim como em qualquer coisa que você faça na sua vida, experimentar algo novo requer esforço e dedicação. Não é porque alguém seja um usuário experiente de computador que seja trivial mudar para o Linux ou mesmo trocar de distro. Entretanto, experimentar coisas novas sempre traz consigo a ampliação da sua visão de mundo.
Você não presisa mudar para o linux, mas, definitivamente, é muito interesante que alguém amplie seus horizontes, seja para vida profissional seja para pessoal.

Obrigado por sua antenção,

Rodrigo

Notas:
[2] Veja uma lista e ranking de distros no site: http://distrowatch.com/.
[3] A tecla pode variar em alguns computadores e laptops. Por exemplo, em meu laptop, eu tenho que apertar F2 e abre uma janela na qual eu escolho o dispositivo de boot, sem precisar alterar a Bios.
[4] Você pode requisitar CD's do Ubuntu para uso próprio ou para distribuir para os amigos pela página: https://shipit.ubuntu.com/
[5] A lista dos maiores supercomputadores do mundo é atualizada e mantida em http://www.top500.org/.




5 comentários: