segunda-feira, 6 de abril de 2009

A Serpente do Faraó


No domingo, 29/03/09, o Detetive Virtual do Fantástico investigou um vídeo muito legal, onde um garoto dizia estar queimando uma pedra de marte, e uma coisa horrorosa saía de lá de dentro.

O vídeo é o seguinte:



Esse vídeo é real, e mostra a decomposição térmica de uma substância chamada tiocianato de mercúrio (II), Hg(SCN)2. Como todos os compostos de mercúrio, é altamente tóxico, e essa reação deve ser feita em capela, ou em um lugar bem amplo e arejado.
O que acontece é que, quando se coloca fogo na substância, se inicia sua decomposição térmica, formando essa massa marrom muito volumosa, que é predominantemente uma forma de nitreto de carbono (C3N4). Esse experimento é conhecido popularmente como serpente do faraó.


O site Chem Toddler tem um vídeo legal sobre isso. Apesar de a primeira parte ser um tédio, o vídeo explica um pouco o que está acontecendo. E eu confesso que fiquei até com um pouco de medo da aparência desse negócio.



Pra quem gostou e quer tentar algo parecido em casa, o site Ponto Ciência ensina uma versão mais simples, com coisas que se encontra pra vender em supermercados e farmácias. Se você for até a última etapa, tem um vídeo mostrando o que acontece no final. Reparem que a aceleração do vídeo é de 1000%, ou seja, o que aparece no vídeo está 10 vezes mais rápido do que o que acontece na realidade.





6 comentários: