quarta-feira, 15 de julho de 2009

Céticos na internet

Você se considera um cético? Afinal, você sabe o que é ser cético? Segundo a Wikipédia, existem dois tipos de ceticismos.
  • Ceticismo filosófico - uma postura filosófica em que pessoas escolhem examinar de forma crítica se o conhecimento e percepção que possuem são realmente verdadeiros, e se alguém pode ou não dizer se possui o conhecimento absolutamente verdadeiro;
  • Ceticismo científico - uma postura científica e prática, em que alguém questiona a veracidade de uma alegação, e procura prová-la ou desaprová-la usando o método científico.
É no sentido científico que vou me ater aqui.

Recentemente, descobri dois sites que valem muito a pena serem divulgados. Duas vozes inteligentes perdidas na atual zorra que é a rede. Se você, como eu, já estava começando a achar que os Blogs eram a única salvação da Internet, saiba que existem sites estáticos com matérias excelentes, dignas de serem publicadas num livro.

O interessante destes sites (principalmente o Projeto Ockham) é que eles criam material novo. Alguns outros sites apenas se limitam a traduzir material publicado em inglês, o que não é ruim. Mas isto mostra que existem brasileiros comprometidos e motivados a criar material próprio.

Os sites


Projeto Ockham

"Nós, os céticos, simplesmente exigimos uma quantidade maior de evidências do que as pessoas um pouco mais ansiosas em crer. E exigimos que estas evidências passem pelo crivo da melhor ferramenta desenvolvida até hoje para diferenciar o fato da ilusão: o método científico. Mostre-nos um fenômeno paranormal que se repita em um experimento controlado; mostre-nos um médium que exiba alguma mediunidade que um mágico profissional não consiga reproduzir; mostre-nos afirmações que possam ser testadas, mostre-nos dados, quantidades e medidas. Não é pedir tanto considerando a responsabilidade que a crença no paranormal traz.

O objetivo deste site NÃO é atacar pura e simplemente qualquer crença não-científica, mas prestar um humilde serviço à humanidade ajudando a desmascarar mitos e lendas urbanas e traçando a linha divisora entre magia e ciência; uma linha que nos parece mais tênue do que deveria em nossos dias. Nossa motivação para isso não é somente estragar o prazer de quem procura aconselhamento nos horóscopos diários, ou que procura cura em um fenômeno místico paranormal, mas vem do fato de acreditarmos que muitas destas crenças são seriamente nocivas e perigosas, ou no mínimo responsáveis por embotar a inteligência e engrossar a ignorância."

Se você se interessa pelo assunto, visite também o fórum do Projeto Ockham, onde é possível esclarecer uma eventual dúvida que ainda tenha permanecido ou levantar outras questões curiosas e discutí-las abertamente com pessoas inteligentes.

Ceticismo Aberto

O objetivo principal de CeticismoAberto é promover o uso do ceticismo na análise dos fenômenos ditos paranormais e ufológicos. Enfatizamos que o ceticismo se traduz na dúvida inquiridora, motivando análises e investigações rigorosas em busca de um maior e melhor esclarecimento.

A investigação cética não ameaça a verdade real. Se uma alegação é válida, mesmo o mais ardoroso dos questionamentos produzirá no máximo uma confirmação adicional de sua validade. Se ela está errada, ganhamos uma oportunidade de descobrir a resposta correta.

O nome 'Ceticismo Aberto' pretende deixar claro que o ceticismo defende a dúvida inquiridora, não a certeza dogmática, estando aberto a novas idéias e possibilidades, mas exigindo sempre provas rigorosas para a aceitação de qualquer alegação.

Outro excelente site que merecia ser mais divulgado por aí. Apesar do nome, o Ceticismo Aberto ainda traz várias outras matérias interessantíssimas sobre diversos assuntos relacionados a ciência, bem como matemática (para puxar sardinha pro meu lado).

Se você gostou dos sites, procure outros relacionados em suas respectivas seções de Links. Um em inglês que me parece muito bom é o http://www.csicop.org/, que tem até sua própria revista. Espero que a moda pegue.

Agora é só preparar um café e tenha uma boa leitura!

Até.






2 comentários: