terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Lógica paraconsistente

Olá galerinha do LeGauss!

Vou falar nesse post muito pouco sobre uma coisa que eu sei muito pouco, mas que achei curiosa.
Eu fiquei sabendo desse assunto quando vi uma palestra do professor Newton da Costa no IFSC (Instituto de Física de São Carlos), não ví no IFSC em si, mas sim em um dvd, pois essa palestra foi filmada. =]

Chama-se lógica paraconsistente.

Bem, preciso dizer que existem diversas lógicas diferentes, apesar de que isso não parece nada lógico, mas vale entender que a lógica, em si, não passa de uma criação humana e se algo, mesmo que contra-intuitivo, resolve algum dos nossos problemas, bem... vale a pena entender/aprender!

A lógica que conhecemos e que vimos na matemática chama-se lógica clássica ou aristotélica, além dessa existem diversas outras como a lógica modal, epistêmica, paraconsistente, paracompleta, etc...

Para mais informações sobre lógica clique aqui.

Mas bem, o que é muito estranho sobre essa lógica paraconsistente é que ela abandona o princípio da não contradição, o qual diz que uma proposição não pode ser falsa e verdadeira ao mesmo tempo. Ou seja,


sempre é verdade.

Por exemplo, de acordo com a lógica clássica, uma pessoa não pode ser cega e ver simultaneamente. Faz sentido, não?

Mas, como eu disse anteriormente, a lógica paraconsistente abandona este princípio, ou seja, de acordo com essa estrutura lógica uma pessoa pode ser cega e ver simultaneamente! (De acordo com essa lógica, uma pessoa pode ver algumas coisas, mas ser cega em relação a outras.)

Uma "aplicação" que achei interessante dizia respeito às teorias físicas.
Hoje em dia todos querem encontrar a famosa teoria-M, uma teoria que dite unicamente todo o comportamento de nosso universo, tentando excluir a separação atual de contextos da teoria newtoniana e da teoria quântica.

Bem, o que o professor Newton da Costa dizia na palestra que eu assisti é que a teoria física atualmente é paraconsistente, porém, localmente, ela é consistente.

Isto é, apesar de que a teoria quântica e a teoria newtoniana gerem uma contradição quando tentamos unificá-las, elas funcionam quando aplicadas a seus respectivos contextos.

Foi algo que achei interessante, eu não sei muito nem de lógica nem de física, tudo que eu sei a respeito dos dois é deveras superficial, mas eu achei isso muito legauss!

É isso, espero que tenham curtido, até mais!






2 comentários: