sábado, 1 de maio de 2010

Notícia Expressa: Está provado matematicamente: o amor não existe!

"Um cientista espanhol elaborou um modelo teórico que sugere que as relações sentimentais duradouras e satisfatórias são praticamente impossíveis.

O matemático russo Lev Pontryagin, falecido em 1988, nunca imaginou que a sua teoria do controle óptimo, desenvolvida para solucionar um contratempo de um avião de combate soviético, pudesse ser usada para explicar, por exemplo, porque razão a cada 33 segundos termina um casamento europeu."


A notícia, que você pode ler aqui, é do site português Ciência Hoje.


---

Certa vez li que alguém mostrou, probabilisticamente, que o par certo para sua vida toda, ou seja, com quem você deve casar, é a terceira pessoa que você namorar. Se alguém tiver a referência, comenta aí.


Engraçado, esta notícia também me lembrou alguém que me disse que estava modelando matematicamente um ataque zumbi.

Até.




7 comentários: