sábado, 6 de fevereiro de 2010

Como não escrever uma música

Antes de tudo, preste bem atenção na letra da música que segue:




Vocês também notaram que esta letra não não faz sentido algum!? Este post foge um pouco do que estamos acostumados aqui neste blog, mas eu não pude resistir ao ver uma bizarrice dessa. Segue a versão em texto para você imprimir e decorar (?):

Derrubando fronteiras, conquistando a liberdade, um Rio de paz em estado de graça

MINHA ÁGUIA GUERREIRA
VAI VOAR... VIAJAR!
POUSAR NO SONHO DE GANHAR O CARNAVAL E CONQUISTAR O MUNDO VIRTUAL!

PORTELA SEGUE OS PASSOS DA EVOLUÇÃO... LIBERDADE!
NUM CLIQUE DELETA BARREIRAS
DERRUBA FRONTEIRAS DA REALIDADE
DESPERTA O BEM SOCIAL
ACESSA O AMOR DIGITAL
FAZ DA CRIANÇA UM CIDADÃO
POSITIVO PRA NAÇÃO
NA REDE NOSSAS VIDAS VÃO SE TRANSFORMAR
DO VENTRE MAIS UM SER NASCERÁ
O DIA DE GRAÇA QUE O MESTRE CANTOU
JÁ RAIOU!

O MEU PAVILHÃO É MINHA PAIXÃO!
A LUZ DA CIÊNCIA É ELA...
É SAMBA, É JAQUEIRA QUE NÃO VAI TOMBAR
SOU PORTELA!

MÃOS UNIDAS PELA INCLUSÃO
POVOS, RAÇAS EM COMUNHÃO
VAI MEU VERSO AO MUNDO ENSINAR
É PRECISO NAVEGAR!
BRILHOU NO CÉU MAIS UM SINAL
CRUZANDO O ESPAÇO SIDERAL
PORTELA... PORTAL CULTURAL DE UM PAÍS
UM LINK COM A NOSSA RAIZ
RAINHA DA PASSARELA
REVELA UM RIO DE PAZ PRA VIVER
A SENHA DE UM AMANHECER
MAIS FELIZ

MINHA ÁGUIA GUERREIRA
VAI VOAR... VIAJAR!
POUSAR NO SONHO DE GANHAR O CARNAVAL E CONQUISTAR O MUNDO VIRTUAL!

"Obrigado" ao Gabriel por ter me falado sobre esta ausência de coerência em forma de música este samba enredo. Aliás, ele é carioca e manja tudo de Carnaval.

Sem mais, até.




Um comentário: