quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

A guerra do Cálculo

Neste post farei um breve review do livro A guerra do Cálculo de Jason Socrates Bardi.

É difícil encontrar alguém que faça, ou já tenha feito, algum curso superior na área de exatas que não tenha ouvido alguma coisa sobre a famosa disputa sobre quem foi o verdadeiro inventor do Cálculo. Nesta contenda intelectual, figuram dois dos maiores gênios que a humanidade já conheceu: o britânico Isaac Newton e o alemão Gottfried Leibniz.


A resposta para a famigerada indagação a respeito da invenção do Cálculo é simples: Newton o inventou primeiro. As coisas começam a ficar complicadas quando descobrimos que, apesar de Newton o ter concebido antes de Leibniz, Leibniz foi o primeiro a publicar suas descobertas sobre esta, até então, nova área da Matemática. Some a isso uma boa dose de arrogância e nacionalismo europeu e terá uma guerra. Nas palavras de um comentário na contra-capa do livro, "a maior disputa sobre propriedade intelectual da história".

As informações acima são bem difundidas e é fácil achar bastante material sobre isto na internet. O trunfo do livro A guerra do Cálculo é pelo enfoque dado pelo autor a esta história. Por exemplo, este livro traz respostas para várias perguntas interessantes como estas

- Porque Newton não publicou o Cálculo assim que descobriu (muitos anos antes de Leibniz)?

- Como, e por que, surgiu esta guerra?

- Leibniz conhecia Newton?

- O que Newton e Leibniz fizeram além de Matemática? E como isso influia em seus trabalhos matemáticos?

- Como se posicionavam os outros matemáticos da época com respeito a esta disputa?

- Por que Newton morreu como um herói nacional e Lebinz terminou sua vida com poucas honrarias?

Esta lista é infindável as suas respectivas respostas podem ser todas encontradas nas páginas do livro de Bardi.

O livro cumpre o que promete no que diz respeito a ir a fundo no contexto social em que estavam inseridos os dois intelectuais supracitados. Porém, queria também deixar registrada uma pequena crítica, ou sugestão. Seria interessante se o autor mostrasse, talvez num apêndice, em linhas gerais como funcionava o Cálculo de Leibniz e de Newton, quais as suas principais semelhanças e diferenças, alguns problemas que eles resolveram na época, etc.

Para finalizar, o livro possui uma extensa bibliografia, com alguns livros comentados e sugeridos para uma leitura posterior sobre o assunto.

Enfim, se você se interessa por História da Matemática, ou História da Ciência de uma maneira geral, é um ótimo livro.

Até.




3 comentários: